Menu

09 jul

The Invitation – Dia Global de Oração da Jocum

, horário:

09/07/2020 –Tema: Buscando a Deus durante o Coronavírus

Temas futuros:
13 de Agosto: Série: Princípios Espirituais do início da JOCUM
Temor do Senhor (Ramona Musch) – parte 4 da Série
10 de Setembro: 60 anos de JOCUM
8 de Outubro: Cuidado com a Criação

Junte-se a JOCUMeiros ao redor do mundo para orar e ouvir a Deus. Ele está te convidando!

Estamos num momento em que o mundo está sendo abalado. Uma pandemia mundial, um clamor renovado por justiça racial, o fardo da pobreza, a conscientização do estado do meio ambiente e a ameaça de desastres naturais. Qual é a nossa resposta a tudo isso?

Talvez estejamos nos tornando temerosos e auto-protetores. Talvez estejamos confusos. Talvez estejamos buscando maneiras de unirmos nossa voz àqueles que têm se levantado para pedir medidas de mudança ao governo.

Mas antes de qualquer coisa, iremos buscar a Deus? Iremos levar a Ele nosso medo e confusão, nosso anseio de que as coisas sejam diferentes, nosso desejo de agir com sabedoria e amor diante de um mundo quebrado? Será que podemos encontrar espaço em nossas vidas para sentarmos com Ele, nos encontrarmos e sermos encontrados por Ele?

Lá vocês procurarão o SENHOR, seu Deus, e o encontrarão, se o buscarem com todo o coração e com toda a alma.

Deuteronômio 4:29 (NTLH)

Junte-se a nós neste mês durante o dia de oração chamado “The Invitation”, enquanto buscamos a Deus com expectativa de mudanças que virão a partir desse tempo único na história do mundo, e trazemos a Deus nossa dor e confusão. Você pode orar conosco no dia 9 de Julho, ou sinta-se livre para orar no tempo que for melhor para você.

Obrigado por fazer parte da “The Invitation”. Nós ficaremos felizes em receber os seus relatos sobre o seu tempo de oração. Você pode enviar um email para [email protected]. Se você estiver envolvido em algum tipo de mídia digital, por favor nos envie os links.

Preparando para orar (por Tonya Stanfield):

Um amigo tem um filho levemente autista. O garoto tenta, mas não consegue colocar-se no lugar de outra pessoa. Ele é muito bom em dizer como você deveria se sentir, mas não tão bom em aceitar que você tem perspectivas ou sentimentos diferentes. O termo psicológico para isso é cegueira mental. Todos nós somos mentalmente cegos até os quatro anos de idade, porém essa é uma batalha eterna para aqueles no espectro autista. Esse garotinho aceitou o fato de que a cabeça de outras pessoas é cheia de conteúdo, reações e emoções diferentes, mas para ele é quase impossível experimentar essa realidade.

Quando nos aproximamos de Deus em oração, não somos tão diferentes desse garoto. Teologicamente sabemos que Deus é “diferente” de nós; sabemos que Ele tem personalidade, ideias e sentimentos próprios, porém para que a gente consiga experimentar essa realidade, precisamos praticar. Da mesma forma que você, muitas vezes eu oro para minha ideia de Deus, minha imagem de Deus, ou até tenho a sensação de Deus como uma extensão de mim mesma… tendo os mesmos pensamentos, opiniões, emoções. E, então eu me pergunto por que eu saí de um tempo de oração sem ser tocada, transformada, sem mais clareza ou paz — ou pior, sem desejo de retornar.

Tire um tempo para refletir e pergunte a si mesmo: quando você ora, você está falando consigo mesmo ou com sua ideia de Deus? O seu Deus é uma pessoa com pensamentos e emoções que são Dele mesmo, ou uma simples extensão do que você está pensando e sentindo?

Enquanto você se prepara para orar, peça a Deus para ajudá-lo a vencer sua cegueira mental e  envolva-se com o amor santo e imprevisível de Deus.

Como orar – Buscando a Deus durante o Coronavírus

Se você está orando em grupo, separe um tempo “flexível” de oração e peça para que cada pessoa escolha uma das maneiras de buscar a Deus descritas abaixo. Depois desse tempo, vocês podem se reunir novamente para que todos que quiserem tenham oportunidade de compartilhar. Se você estiver orando sozinho, peça a Deus para guiá-lo a uma maneira específica descrita abaixo.

  1. Buscar a Deus é OUVIR

Ouvir bem implica em falar menos. Buscar a Deus é estar disposto a ouvir o clamor e as queixas de outros. Isso quer dizer adotar uma postura de inclinação à perspectiva de Deus e o que Sua palavra diz a respeito dos problemas que enfrentamos. E quando o assunto é justiça aos oprimidos, não há limites para aquilo que Deus tem para falar.

Buscar a Deus é também é ouvir a Deus naquilo que Ele quer nos podar – em nossa vida pessoal, nosso ministério, ou até em aspectos mais amplos. De que maneira Deus quer direcionar (ou redirecionar) nossa energia para áreas específicas de crescimento e como isso afeta nossas outras atividades?

Enquanto você ora, tire um tempo em silêncio para ouvir.

  1. Buscar a Deus é ANSIAR

Para buscar a Deus é necessário estarmos conectados com nossos anseios. Até que ponto estou ciente do desejo profundo de redenção para o mundo e nossas comunidades, e dentro do meu próprio coração? Buscar a Deus é permitir a si mesmo sentir esse desejo profundo, não ter medo dele, mas inclinar-se a ele. Esse desejo nos guiará a Deus.

Enquanto você ora, gaste tempo para atentar-se ao seu próprio desejo por Deus. Quais anseios você compartilha com sua família, colegas de trabalho, comunidade e nação?

  1. Buscar a Deus é LAMENTAR

As vezes nosso anseio é tão profundo que não encontramos palavras para expressá-lo. As perdas se acumulam ao nosso redor: pessoas doentes, vidas perdidas, empregos e carreiras sem retorno. Desigualdade e injustiças na sociedade parecem só aumentar. Temos tanto pelo que clamar em oração e intercessão. Quando buscamos a Deus, trazemos nosso lamento, nossa súplica, e nosso pesar. Nós somamos nossas palavras e gemidos inexprimíveis àqueles que estão à nossa volta e sim, à própria criação (como lemos em Romanos capítulo 8). Buscamos a Deus com nosso lamento.

Por quanto tempo, ó Deus? Onde estás, Senhor? Clamamos por sua ajuda, ó Senhor!

Gaste tempo para orar com lamento, inclinando-se ainda mais profundamente à bondade e ao amor de Deus. Ore por si mesmo e pelo mundo.

  1. Buscar a Deus é OBSERVAR

Quanto temos prestado atenção? Estamos dispostos a enxergar o que Deus está fazendo na situação atual, a manter nossos olhos abertos e nossos espíritos em alerta? Buscar a Deus é manter-se acordado e vigilante. O que você vê acontecendo no mundo ao seu redor? O que você tem percebido? O que tem te surpreendido? Como Deus está revelando Sua visão a nós nesse tempo único na história?

Gaste tempo pedindo a Deus ajuda para ver como Ele vê. Peça a Deus que o ajude a a perceber como Ele está agindo no mundo. O que você vê?

  1. Buscar a Deus é ESPERAR COM EXPECTATIVA

Por fim, buscar a Deus é esperar Nele, que é quem move e transforma. Na nossa espera, nos submetemos ao Seu tempo, e isso nos leva a abrir mão da nossa necessidade de controle. Não esperamos porque nos falta vontade de agir, mas porque confiamos em Sua maneira de agir e em Seu compromisso com transformação redentora.

Quando nos sintonizamos com esse lugar de anseio por Deus e Seus caminhos, entramos no lugar de busca. Nos encontramos unidos com o salmista, que disse: “Ó Deus, tu és o meu Deus, eu te busco intensamente; a minha alma tem sede de ti! Todo o meu ser anseia por ti, numa terra seca, exausta e sem água.”

Que Deus nos encontre neste lugar de busca sincera e de uma maneira que estivermos preparados, prontos para aquilo que está diante de nós.

Se envolva

  • Nesse momento de tanta desolação, como tem sido sua busca individual por Deus? Como tem sido a busca de sua família, time, comunidade? Talvez você deseje lamentar e chorar, talvez você se encontre em vigília silenciosa. Talvez, enquanto você anda pelas ruas de sua vizinhança, você se encontre buscando as maneiras que Deus está agindo nos lares e negócios ao seu redor. Pode ser que sua busca encontre formas de arte, música, escrita. Continue sensível à medida que Deus está direcionando você.
  • Apesar de existir um momento certo para ação, não vamos nos precipitar para agir apenas para que nos sintamos melhor. Ao invés disso, vamos gastar tempo com o invisível, e muitas vezes desconfortável, lugar de buscar à pessoa de Deus – Sua perspectiva, Seu tempo, Sua agenda e Sua plenitude. Em dias assim seremos preparados pelo Espírito de Deus para o tempo que está à nossa frente.
  • Lamento fazia parte da vida de oração dos Salmistas: Davi, Asafe, Etã, Hemã e outros. De fato, Eugene Peterson, pastor e professor querido que faleceu ano passado, escreveu que provavelmente 70% dos Salmos tem algum nível de lamentação. Lamentar é orar de maneiras que se relacionam honestamente com a dor e o sofrimento ao nosso redor: às vezes dentro de nós, às vezes no mundo à nossa volta. É trazer nosso sofrimento mais profundo à presença de Deus, crendo que somos ouvidos por Ele. Existem Salmos de lamento por comunidades. Leia Salmo 12, 80 e 123. Existem Salmos de lamento por indivíduos. Leia Salmo 3, 53 e 142. Constantemente inclua lamentações em seu tempo com Deus, corporalmente e individualmente.
  • Porém, nós não lamentamos sem esperança. Lamento é a ponte que nos leva à realidade do ‘Hesed’ como qualidade do caráter de Deus, que no velho testamento é usada para descrever misericórdia. Alguns dizem que misericórdia, ou amor leal, e a característica definitiva de Deus. Quando lamentamos, assim como Jeremias fez no livro de Lamentações, somos levados a um lugar de entrega à misericórdia de Deus, que são renovadas a cada manhã, grandes é a Sua fidelidade (Lamentações 3:21-23). O Senhor é bom para aqueles que O esperam, à alma que o busca (Lamentações 3:25). Leia os cinco capítulos do livro de Lamentações e marque os versículos que mexem com o Espírito dentro de você.
  • Estude Mateus 6:33 focando nesses componentes: primeiro, Reino de Deus, Sua justiça e essas coisas. Use isso em algum momento de ensino ou escrita.
  • Como Deus tem te direcionado no preparo para seu ministério? Quais ações você precisa tomar? Faça planos para caminhar de acordo com o tempo Dele.
  • Estenda a mão para outros. É provável que outros estejam em um momento diferente da vida. Pode ser que eles estejam enfrentando novos problemas como cuidar das crianças, finanças e outros. Converse sobre isso. Como vocês podem apoiar uns aos outros?
  • Compartilhe no Facebook; procure por #praywithywam e escreva no twitter a respeito do seu tempo de oração/ poste uma foto. Você também pode postar no Instagram usando a mesma hashtag #praywithywam.
  • Envie um email para [email protected] para falar sobre seu tempo de oração e o que Deus revelou.

Como oramos

Junho 2020 – Usando tecnologia para Evangelismo Online

  • YWAM Richmond USA e YWAM Media Village Nigeria praram e compartilharam no Facebook.

 

Temas futuros:

13 de Agosto: Série: Princípios Espirituais do início da JOCUM

Temor do Senhor (Ramona Musch) – parte 4 da Série

10 de Setembro: 60 anos de JOCUM

8 de Outubro: Cuidado com a Criação

Não perca The Invitation:

  • Inscreva-se para receber notificações. No site org clique em “Stay Connected” na paágina inicial, digite o seu email e click em “Sign Up”
  • Faça o download de pedidos de oração em sua língua. Vá para org/theinvitation. (Disponível em Espanhol, Português, Coreano, Indonésio, Francês, Tailandês ou solicite em outras línguas.)
  • Participe da conversa de como Deus está guiando outros grupos de oração. Comente na página do com/youthwithamission ou no Twitter @ywam, hashtag #praywithywam. Você também pode postar uma foto no Instagram usando a hashtag #praywithywam.
  • Você também pode ouvir o podcast do The Invitation. Inscreva-se ou ouça episódios passados em net/prayer
  • Caso sinta que Deus está lhe dando uma palavra ou direção para a oração de Jocum, contate-nos em [email protected]

Deixe seu Comentário